domingo, 7 de setembro de 2008

cronica: surto de amor

Hj encontrei com um amigo na rua, e ele me perguntou se estava melhor, disse q estava ótimo como sempre, então ele respondeu q bom q melhorou do "surto de amor". Quando ele falou isso eu ri, mais algo ficou em minha cabeça desde quando amor e uma doença para ter surto (embora a palavra apaixonado venha do latim patos, que signífica doente, que também dá origem a palavras como patologia (estudo da doença), é por isto que dizem, estou doente de amor, porque enquanto alguém esta apaixonado, faz loucuras de amor, tem desequilíbrio hormonal cerebral, e assim por diante) .
Ruminei durante o dia e cheguei a conclusão de que hj em dia o amor e realmente uma doença. onde cada um por si, ninguém tem mais consideração pelo outro, todos querem um relacionamento, mais não conseguem abrir mão de algo, querem se relacionar, esquecendo q relacionamento e para dois, q tudo deve ser pensado e planejado pelos dois.
Imagine então um surto de amor, todos apaixonados , não haveria guerra, menos pessoas iriam morrer e pelo contrario mais pessoa iriam nascer, e consequentemente o mundo ficaria mais cheio do que esta
Talvez algum dia alguém encontre a cura dessa doença. Com certeza será um remédio de tarja preta e devera ficar perto do prozac na farmácia, mais o melhor seria q fosse vendido ser receita, afinal de contas ninguém esta livre de pegar essa doença.

2 comentários:

Lena Fernandes disse...

é uma doença enquanto não correspondido.

tenho dito!

;*

obs.: adorei!

Lena Fernandes disse...

o blog q visito todo dia porque eu viciei!

vc persuadiu com Feist, baixei e é LOOOOOOOOOSHO!

<3